De graça eu dou pois de Graça recebi

Ñ é Só mais um site WordPress.com é seu

Comunicações Importantes

Obrigado

Prezados Leitores é Com Tristeza que anuncio o Fim Temporario de Thasyz.

Descobri Que tem coisas Que não To conseguindo manter Aqui no Blog Vou Buscar um tratamento. POis tudo oque escrevi aqui Sim Pratiquei antes de Postar, Pois não posso dar a aquilo que não tenho. Estou Muito triste com Minhas atitudes Imaturas. Como vc pode ver no canto os menus Sobre: no canto da pagina a minha missão. Não To Conseguindo manter minha palavra.  Peço Perdão. Não excluirei o blog Pois Ele ja abençõou + de 3000 Vezes as pessoas e creio q estes post Pode Alcançar muito mais.

tmb sai definitivamente do facebook. A pageFan Thasyz Vai ficar sobre comando de uma amiga A quem confio. Ela é de Integridade, Carater e Coerência Incontestaveis. + Peço por favor não deixem de Lêr o Blog e curtir a pagina.

Me comprometo a Me disciplinar e ganhar maturidade Para te abençoar e não amaldiçoar suas vidas Só to sendo Integro e trasparente com vcs meus amigos

Vou Deixa um Louvor pra vcs

Lembre-se vocês são Sacerdotes reais Povo Escolhido e nação Santa !!! Povo Adiquirido Por Deus !!

Obrigado Pela Fidelidade Durante Todos estes anos.

É por Causa de Cristo Que Amo Vcs

Anúncios
Deixe um comentário »

Longanimidade

O fruto espiritual que iremos analisar hoje, diz mais a respeito do nosso relacionamento com o próximo, Longanimidade.

O Espírito Santo produz tais virtudes em nossas vidas para que ajudemo-nos uns aos outros, para mantermos a comunhão espiritual com os irmãos.

Não é fácil cumprir o Sl. 133.1 “Oh, com bom e quão suave é que os irmãos vivam em união”, mas pelo Espírito Santo isto é possível. LONGANIMIDADE O termo no original é MAKROTHUMÍA. Não é uma palavra composta, mas sua formação tem dois radicais significativos, MAKRO, grande, extenso e THÚMIA (deriva de THUMOS, ânimo, disposição), que associadas significa PACIÊNCIA, LONGANIMIDADE, PERSEVERANÇA e até mesmo a FIRMEZA (Rm.12.12). É uma qualidade dada pelo Espírito Santo para se tolerar, pacientemente, os defeitos dos outros, não se deixando arrebatar por explosões, de ira e furor, que podem dificultar e até mesmo romper o relacionamento inter-pessoal. Longanimidade é a tolerância que suporta as injúrias e as ações malignas do outro sem permitir-se a ira ou a ânsia de vingança, é a paciência com amor.

Na verdade, é a capacidade de resistência às controvérsias. Essa mesma idéia de longanimidade é utilizada para expressar a atitude de Deus para com nossos pecados e para descrever a virtude de ter-se paciência para com as pessoas, suas fraquezas, falhas, ignorância e pecados. Jesus, como homem, nos deixou exemplo de longanimidade quando lava os pés dos discípulos: Jo.13.3 a 5. Se exercitarmos a longanimidade nas pequenas frustrações e nas pequenas irritações diárias, estaremos preparados para resistir grandes batalhas.

“Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito, do que o que toma uma cidade”: Pv 16.32. “Naquelas horas em que sangue ameaça ferver, lembremo-nos também que a pessoa raivosa suscita contendas, mas o longânimo, por ser sábio, apazigua a luta”: Pv.15.18. Longanimidade, portanto, é fruto do Espírito em nós. Em Deus, é da sua essência ser longânimo. Em nós, a longanimidade é contra Citar [“””Lidiomar” *] “””Lidiomar” * – 24/05/2007 a nossa essência, a menos que o Espírito Santo a produza. Sem o Espírito Santo, nossas obras são: as inimizades, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões, as invejas (…) e outras coisas parecidas com essas (Gl. 5.19,20). “Longânime” é “que tem grandeza de ânimo; bondoso; corajoso; magnânimo; generoso; sofredor, resistente, tenaz, resoluto, paciente, constante, perseverante, não vingativo”. A longanimidade é um misto de paciência e piedade, características em extinção nos dias atuais. A irritação, a aspereza, a rispidez têm tomado conta dos membros de nossa sociedade. Inclusive, infelizmente, dentro de nossas igrejas. As pessoas que vêm para a igreja vêm com as obras da carne, e não com o fruto do Espírito. E precisamos, nós os que somos da igreja, ter e usar dessa longanimidade para com os que vieram do mundo para congregar conosco.

Não devemos ser modelos de hipocrisia, mas de verdade, não devemos ser modelos de impaciência, mas de paciência: “Mas, por esta mesma razão, me foi concedida misericórdia, para que, em mim, o principal, evidenciasse Jesus Cristo a sua completa longanimidade, e servisse eu de modelo a quantos hão de crer nele para a vida eterna”: 1 Tm. 1.16. Se os irmãos de José que o odiavam, não o tivessem vendido como escravo e Potifar não o tivesse acusado injustamente, colocando-o na prisão, ele não teria desenvolvido o fruto da paciência e longanimidade que foi sua característica pessoal por toda a vida. O oposto de longanimidade é: impaciência, inquietude, enfado, caseira, mau gênio, mau humor, irritabilidade, impetuosidade, desassossego e vingança. Já as distorções são: Indulgência, condescendência, transigência e permisividade.

Autor:Lidiomar

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=5169237480699061350

Agora quero falar Por mim ^^

Vou fala q Sou uma pessoa Impaciente ao extremo ^^(exagero+)

dias de passeio, entrevista de emprego e etc.. Fico inquieto PQ não sei + Fico Pesso a Deus para ratarme disso.

O mundo tmb esta impaciente certo? com o que me perguntão!

Namoro: Cedo de + ou não conhece a pessoa direito.

Querem Tudo para agora.

E a era do Instantaneo Sms, Photoscape, Facebook mp3 AVI mp4 kkkkk Tudo.

Por vez esquecemos ou não sabemos esperar Gente tenha fé em Deus Pois tenho Buscado isso Pois vejo desastres e benção de um lado pessoas teimosas por não espera e se frustram Por não espera e por outro Aqueles que estão SEGUROs e Firmes em DEUS aguardando a promessas que Terão Pois a Mão de Deus esta segurando forte a deles.

Até podemos ir a um Culto a uma reunião de gcem com uma grande preoculpação e problemas incontrolaveise, de repente, sentir uma mudança no momento em que vocÊ capta uma “alteração de ar ” resultante do Espirito Santo. Quando começamos adorar, nós nos elevamos para unirmos ao objeto de adoração.
A biblia diz que Deus ” nos resuscitou com Cristo jesus ” repentinamente se achamos pairando na prescença Dele. Quando nos separamos um tempo, Nossa parte infantil qur virar-se pra Ele em espanto e admiração e dizer:
– Olha, Pai! preoculpações pequeninninhas, problemas pequeninos, medos pequenininhos.

É NA ESPERA QU DEUS REALMETE PROVA QUE ELE É DEUS.
Todos gostam dos resultados finais de um milagre, mas ningue gosta do processo de espera. Contudo é na espera que ele realmente prova que é Deus em reposta `s nossa absoluta dependencia dele. A espera nos coloca em posição de saber que satanas não pode nos roubar, e que é impossivel que Deus se “ATRASE”

Tirado do Livro Descobridores de Deus
Pagina 93 e 100
Autor: Tommy Tenney

é isso Por inquanto é Só Isso Pasciencia galera ^^

BJKZ

Deixe um comentário »

HONRANDO A DEUS


Leitura: Gênesis 22.15-18
Por último, mas não menos importante – e, na verdade, o ponto mais importante – a única maneira de andarmos em verdadeira honra é honrarmos a Deus em primeiríssimo lugar. A honra duradoura encontra-se somente quando o valorizamos acima de qualquer pessoa ou coisa. “Honra ao Senhor…” Provérbios 3.9
A nossa honra para com as autoridades, para com aqueles que estão no nosso nível, e para com os “pequeninos” passa para Jesus, e finalmente para o Pai. Por outro lado, quando a nossa honra pelas pessoas substitui a honra e a obediência a Deus, ela torna-se idolatria. Somente quando dedicada a Deus a nossa honra transcende e se converte em adoração.
Honra e Desonra
Um exemplo positivo de honra a Deus está no texto que lemos em Gênesis 22.15-18. Abraão honrou a Deus ao renunciar a seu próprio filho a quem tanto amava e por quem tanto havia esperado. Abraão obedeceu, honrou a Deus acima de seu filho e recebeu a recompensa pela sua atitude.
Porém, ao lermos sobre o sacerdote Eli em 1 Samuel 2.27-29 encontramos exatamente o oposto de Abraão. Eli estava ciente do comportamento desleal de seus filhos diante de Deus, mas não os corrigiu. Eli honrou mais os seus filhos do que a Deus. Por isso ele sofreu uma grande perda.
Todos estes exemplos ocorreram em família. Quando fazemos concessões com a vontade de Deus para honrar alguém, mesmo que seja dentro da nossa
família, basicamente pecamos contra Deus (Mateus 10.37). Nada, nem ninguém, deve ser honrado mais do que Ele.
Existem muitos outros incidentes ao longo das Escrituras em que homens ou mulheres honraram pessoas mais do que a Deus. Nenhum dos resultados foi favorável. Então, se alguém a quem amamos ou respeitamos, perguntar, seduzir ou tentar nos persuadir a irmos contra a Palavra de Deus, não podemos honrar o desejo deles acima da vontade de Deus.
Obediência e Reconhecimento
O princípio da honra é a obediência a Deus. Aquele que quer honrar a Deus deseja sempre obedecer a todos os Seus mandamentos e preceitos, em todas as áreas da vida. Amar as Escrituras mais do que o conforto ou o prazer pessoal é dar honra a Deus.
A fim de honrarmos a Deus, além de permanecermos em obediência a Ele, devemos sempre nos lembrar que não há nada que tenhamos que não nos tenha sido dado. É preciso viver em perfeita humildade sem nos esquecer de onde viemos e quem éramos, e saber quem somos hoje e onde estamos.
“O galardão da humildade e o temor do Senhor são riquezas, e honra, e vida.” Provérbios 22.4
“A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito reterá a honra.” Provérbios 29.23
Conclusão
Toda verdadeira honra vem do coração. Uma das formas mais eficazes pela qual o nosso coração é transformado é através da oração genuína. Ore diariamente pedindo que o amor de Deus, um santo temor, e a honra sejam abundantes em seu coração.
Honre sempre a Deus, em verdade e humildade, e você ganhará honra, receberá recompensas, e reterá o que você recebeu!
Aplicação pessoal:
1. Você tem honrado alguém ou alguma coisa mais do que a Deus?
2. Você deseja permanecer honrando a Deus em constante temor, obediência e humildade todos os dias da sua vida?

10 TRAÇOS PARA IDENTIFICAR UM LÍDER PROMISSOR

União

Identficar um futuro líder não é fácil.  Costumeiramente é necessário escolher  alguns prospectos e começar a trabalhar com eles esperando

O momento que o melhor se destaque. Enquanto você  estiver mentoriando e esperando pela maturidade, aqui estão algumas coisas para manter seus olhos abertos.

 

1. Liderança no passado.

A melhor previsão do futuro é o passado.

 

2. A capacidade de criar e entender uma visão.

Quando eu converso com as pessoas sobre o futuro, eu quero que seus olhos brilhem. Eu quero que eles perguntem as perguntas certas.

 

3. Um espírito construtivo no descontentamento.

Algumas pessoas chamam isso de crítica, mas há uma grande diferença entre estar descontente e usar o descontentamento para algo

construtivo e ser simplesmente um crítico  O verdadeiro líder vê as coisas

erradas e não fica criticando, ele apresenta a solução.

 

4. Idéias práticas.

Nem todo mundo que tem idéias práticas são líderes, mas quem é líder

Sabe discernir entre as idéias que são e as que não são práticas.

5.Pronto para tomar responsabilidade.

Líderes suportam trabalho, pois liderança é o sen8mento de querer contribuir na vida de outras pessoas.

 

6. O fator de finalizar.

Líder de verdade vai até o fim, não larga a tarefa pela metade.

Uma comida que está cozida pela metade não é o que você quer.

 

7. Mentalmente equilibrado.

Ninguém consegue liderar sem ser criticado e desencorajado. Não queremos líderes meio termo; ou líderes que abandonam porque

Não agüentam mais a pressão e o descaso.

 

8. Respeita outros líderes.

Respeitar outros líderes Não revela uma habilidade, mas pode mostrar o caráter e a personalidade.

 

9. Respeito à família.

Os sentimentos em relação à sua família revelam sobre o potencial de um líder.

 

10. Quando eles falam outros escutam.

Líderes em potencial têm a atenção das pessoas quando eles falam, esta é

Uma qualidade essencial. As pessoas querem ouvir o que eles têm a dizer.

Este é somente um resumo dos traços. Poderíamos elaborar muito mais a respeito de cada um deles.

Serve para você abrir os seus olhos e ver se você é um líder de verdade, ou se

Quem tem te liderado é um líder de verdade e se as pessoas que estão trabalhando com você têm o potencial para serem líderes de verdade.

Baseado no culto da sede e boletim 188

Graça e paz a todos Obrigado por lerem ^^ COmentem  e testemunhem o milagre de Deus ao mundo

 

Deixe um comentário »

As quatro divisões da autoridade

Galera To sem twiter e facebook ^^ Perdão Quem sabe + PRa frente quando tiver + maduro e responsavel terei Outro Peço perdão ^^

Honrar é valorizar, enxergar como importante e precioso. Ainda trabalhando o tema da honra aos que estão acima de nós (líderes), o Novo Testamento fala sobre quatro divisões de autoridade superiores: civil, social, familiar e eclesiástica.

Hoje veremos duas delas:
Honrando os Líderes Civis


Leitura: Romanos 13.3-7
Na passagem bíblica acima, é dito por três vezes que as autoridades civis são ministros de Deus, ou seja, estão a serviço de Deus. Também é dito que temos a obrigação de dar a todas elas a honra e o respeito devidos, quer sejam policiais, vereadores, prefeito, juízes etc.
Quantas cidades e nações poderiam ser escancaradas para a entrada do Evangelho se todas as igrejas se unissem para honrar seus líderes governamentais em vez de criticá-los? É importante para todo cristão ter uma boa reputação junto à sua cidade. Por quê? Além de bíblico (1 Timóteo 3.7) isso promove ainda mais a Palavra de Deus.
E se esta autoridade civil não for justa? Deus é Aquele que traz julgamento sobre as autoridades (Atos 12.22-23). A nós tão somente é ordenado orar e honrar esses líderes.
Quando o povo de Deus honrar seus líderes e autoridades civis, orar por eles e andar em obediência à Palavra, veremos grandes derramamentos do Espírito de Deus nos nossos bairros, cidades e nações (Atos 12.24). O que estamos esperando?
Honrando os Líderes Sociais


Leitura: 1 Timóteo 6.1
Neste versículo das Escrituras, Paulo se refere às autoridades sociais. Isto inclui os nossos empregadores, patrões, professores, treinadores ou outros líderes sociais. Observe que Paulo diz que devemos honrar as autoridades sociais para que o nome de Deus e o ensino do Evangelho “não sejam blasfemados”.
Muitos patrões não crentes podem ver a evidência do verdadeiro cristianismo em seus empregados, não porque pregam, mas porque exibem o caráter de Cristo em situações difíceis e em sua ética de trabalho (Efésios 6.5-8).
Se você acha que seu patrão o está tratando injustamente e é duro com você, você precisa agir, e não reagir. A pessoa que reage reclama de como é maltratada, ou fica deprimida e se torna improdutiva. A pessoa que age ataca o mal com o bem (Romanos 12.21).
Se você lidar com os conflitos desta maneira – dando exemplo semelhante ao de Cristo – ganhará o favor de Deus e finalmente do homem. Se você não encontrar favor aos olhos de seu patrão ao honrá-lo, Deus abrirá outra porta de emprego para você.
Ao honrar as autoridades sociais da sua vida, Deus o honrará, e você receberá plena recompensa. Isto é uma lei. Pode ser que não venha do seu patrão, professor ou treinador, mas virá.
Aplicação pessoal:
1. Você tem honrado seus líderes civis e sociais?
2. O que você pode fazer para honrá-los de maneira melhor?

Boletim 181 COmuna Sede 1de junho 2011

Deixe um comentário »

O VALOR DA AUTORIDADE

Honrando as autoridades

Bom este pos não tem nada a ver com minhas Materias q eu ia posta + como estamos falando de Davi

axei interessante Esta ministração da sede deste domingo

não não estive lá OK + recebo boletin ^^


Leitura: Romanos 13.1-2

Honrar é valorizar, enxergar como importante e precioso. há três grupos a quem devemos honra: os que estão acima de nós (autoridades – líderes), os que estão no nosso nível (irmãos), e os que estão sob os nossos cuidados (liderados).
Para honrar as autoridades e todo tipo de liderança, precisamos compreender o significado de respeito e até reverência. Dizer que honramos a autoridade, deixando, porém, de nos submeter e obedecer à mesma é enganar a nós mesmos.
Toda autoridade legítima vem de Deus
O texto de Romanos diz que devemos estar sujeitos às autoridades governantes. Por quê? Porque “não há autoridade que não proceda de Deus”. Toda autoridade legítima no universo tem sua origem no trono de Deus. É o próprio Deus quem as instituiu.
Mas e quando uma autoridade falha ou quando somos punidos mesmo fazendo o certo? Quando somos maltratados e continuamos a ser bons funcionários, bons alunos, bons cidadãos, bons membros da igreja etc., isto é honra em seu aspecto mais elevado (1 Pedro 2.20-21).
O maior teste de honra de Davi
Muitos pensam que Saul foi escolhido rei pelo povo e não por Deus. Assim não seria necessário honrá-lo. Mas isso não é verdade. Quando Saul pecou, Deus disse que se arrependeu de tê-lo constituído rei (1 Samuel 15.11). Mais uma vez vemos que “toda autoridade que existe foi instituída por Deus”.
Quando Saul percebeu que havia perdido seu reinado e que Davi era o novo escolhido por Deus para ser rei, passou a persegui-lo com violência, de modo que Davi teve que fugir para salvar sua vida. Davi foi viver em cavernas e lugares desertos.
Durante os anos de exílio, Davi teve algumas oportunidades de tirar a vida de Saul. Seus amigos diziam para ele fazer isso, pois Deus o havia entregado em suas mãos (1 Samuel 24.4). Porém a resposta de Davi foi: “Não estenderei a mão contra o meu senhor, pois é o ungido de Deus.” (1 Samuel 24.10).
Se houvesse qualquer necessidade de vingança, o que certamente havia, Davi confiou em Deus para fazê-la. Mas quanto ao seu comportamento, não fez nada além de honrar Saul.
Davi enxergou além da crueldade de Saul, ele viu a autoridade que estava sobre o rei. Ele viveu sob o princípio da honra; se honrasse aquele que Deus havia instituído sobre ele, estaria, de fato, honrando ao próprio Deus. E se ele honrasse a Deus, então Deus o honraria também. A recompensa foi maior do que Davi imaginou.
O líder prestará contas ao Senhor, mas, nesse meio tempo, aqueles que estiverem sob o seu domínio serão testados, assim como Davi. Se eles o honrarem, serão grandemente recompensados!
Aplicação pessoal:
1. O que precisamos saber para honrar todas

2. O que fazer quando um líder erra?

Boletim 180 Comuna Sede 25 de maio 2011

Deixe um comentário »

PAZ !!!

Quero informa que Este post jah estava devendo a muto tempo Pois este tema é muito gostoso de Lêr e estudar. neste momento creio que é o melhor momento de Postar esta materia com as noticias do meu japão querido (comuna da graça, mangás e animes kkk) e o Rio de janeiro muitos estão abaladoe e chocados + vamos ao que interessa…

O termo no original é EIRÉNE, paz, harmonia. A palavra paz entrou no Novo Testamento com uma história grandiosa por traduzir o termo hebraico SHALON, que significa paz com o sentido de conjunto de “tudo quanto contribui para o bem do homem”. Quando nos entregamos a preocupações limitamos a ação do Espírito Santo em nossas vidas e isso prejudica nossa relação íntima com Deus. A paz de Deus em nossas vidas é precedida pela paz com Deus, que é muito mais do que ausência de conflitos internos ou externos, visto que a paz do Espírito Santo não depende de circunstâncias felizes por ser um estado de alma: “Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”=Jo.16.33.
Na Bíblia Sagrada, encontramos 290 vezes (86 no Novo Testamento) a palavra “paz”, além das que lhe são correlatas (como pacificadores, pacíficos, pacificamente, etc.).
A paz é o desejo mais profundo do ser humano. Não por acaso, ela é uma promessa de Deus aos seus filhos. Desde muito cedo, os homens de bem se cumprimentava assim:“Paz seja convosco”=Gn.43.23. Os anjos de Deus apresentavam do mesmo modo:“Paz seja contigo”=Jz.6.23! O Antigo Testamento ensina-nos a abençoar assim:“O Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz”=Nm.6.26. Jesus saudava seus discípulos e amigos com a expressão: “A paz seja com vocês”=Lc.24.36. Ele recomendou expressamente aos seus discípulos, quando entrassem na residência de alguém, que dissessem:“Paz seja nesta casa”=Lc.10.5! Os apóstolos pediam que o Deus da paz estivesse com todos=Rm.15.33, mas a saudação que ficou favorita na igreja do Novo Testamento era “Graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo”=1 Co. 1.3.
Em primeiro lugar vamos ter paz com Deus. Conforme Cl 1.20: “E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz…”, significa a tranqüilidade de todos os pecados perdoados. A paz de Deus.
Paz é uma atitude de serenidade, calma e força, tranqüilidade e quietude de espírito, produzida

pelo Espírito Santo, mesmo na adversidade e nas tribulações. Jesus nos prometeu essa paz; Ele disse: “A minha paz vos dou …” Ela deriva de nossa perfeita confiança (FÉ) em Deus, guarda os nossos corações da ansiedade, vem pela palavra de Deus e devemos buscá-la. Podemos perder a paz temporariamente por causa do pecado sem confissão, mas o Espírito nos traz de volta com a oração de confissão e leitura da Palavra de Deus.
A reação de quem tem a paz de Deus diante da oposição ou da adversidade não é raiva, irritação ou de modo vingativo, querendo afligir quem causou dor e sofrimento. Somente tem essa paz quem é dominado pelo Espírito de Deus e tem certeza de que Deus está no comando, e sabe o que faz.
Paz é a capacidade de não reagir com irritação, raiva ou ódio. A paz é a capacidade de manter a serenidade mesmo em meio às mais devastadoras e lancinantes situações. A paz de Deus não se manifesta em meio à calmaria, à tranqüilidade. Não há necessidade. Ela se manifesta em meio à adversidade, à oposição, ao desespero, ao desapontamento, à desilusão, à ofensa, ao deboche ou rejeição.
Palavras de maldição, ofensas, irritação, ou até mesmo uma expressão aborrecida ou um silêncio “matador” são reações de quem não tem a paz de Deus. Quem não é dominado pelo Espírito Santo de Deus reage com aborrecimento, irritação, raiva ou até mesmo ódio em situações de desapontamento, desilusão, ou desespero.
A paz não é para se contemplar, mas para se fazer. Fazemos a paz, quando anunciamos que ela é possível por intermédio de Jesus Cristo. Promover a paz é empenharmo-nos pela concórdia entre as pessoas. O que fazemos quando há confusão em casa, no colégio, no trabalho ou na igreja? Pomos fogo ou promovermos a união? Se promovermos a união, somos da paz, como Deus, que é apresentado como sendo de paz (1 Ts.5.23) e não de confusão (1Co.14.33).
A paz não depende da fidelidade do outro, da bondade do outro, do pedido de perdão do outro, mas é uma graça de nós aos outros, porque já fomos alcançados por uma graça que não

merecemos. No que depender de nós, devemos viver em paz com todas as pessoas (Rm. 12.18).
Não nos esqueçamos que a fonte da paz é Jesus Cristo e o seu vínculo é o Espírito Santo.“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”=Filipenses.4.7. FIM não só o Começo

Artigo Escrito pela : Lidiomar

MInha parte do Artigo ^^

este texto é maravilhoso + não bastaeu  somente ter-lo em mente devo ter na vida pratica, Quanto mais eu demoro  a espalhar o fruto do Espirito para o meu circulo de amizade + desastres virão,assassinos matarão,ladrão roubarão e etc…

Não estou ingnorando a Dor de nenhuma familia de nenhum lugar, é fato teria este mesmo sentimento de MEDO, DOR, FALTA DE PERDÃO e TRISTEZA.

EU PRESCISO DE PAZ e MUITA PAZ

Devemos ter em MENTE uma só coisa Tudo oque DEUS faz tem um Proposito.

E Deus tem um pra mim e para vocÊ Amar ao proximo como a Ti (MIM) mesmo e gerar fruto de arrependimento. EXISTE só um Ser que pode – lhe proporciona esta PAZ é DEUS.

Eclesiastes 3 :1 Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Deixe um comentário »

Como ministro de Louvar deve levar as pessoas adorar o nosso Deus

Como prometi a 2ª parte nesta semana è outros artigos do Pastor Ronaldo bezerra da nossa Comunidade sede Vl.carrão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

REFLEXÃO SOBRE A MÚSICA NA CASA DE DEUS
“… o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”Marcos 10:45.
Como líder do ministério de música, vejo-me diante do dever de propor uma reflexão em torno de um assunto que interessa a todos nós.
Trata-se de uma avaliação que, como cristãos e músicos, devemos fazer na busca de uma postura e prática coerentes com a proposta do Evangelho na sua essência, “… o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”.
Acredito que todos nós temos uma crise relacionada com valores, ou seja, nossos valores conflitam com os valores de Deus. Nós achamos que sempre devemos ser os primeiros, mas o Senhor decidiu que os últimos serão os primeiros. Nós queremos que toda atenção do mundo esteja voltada para nós, mas o Senhor determinou que aquele que se humilhar será exaltado. Nós queremos competir, e no reino de Deus vigora a lei da cooperação (Ef 4:16).
Parece-me que estamos diante de um dilema e temos uma decisão a tomar. Às vezes me questiono se estamos agindo da maneira correta em relação ao talento musical que o Senhor nos deu. Até que ponto esse talento é um instrumento para serviço ou para auto-promoção? Qual o motivo que leva uma pessoa gravar um CD, considerando, por exemplo, a quantidade de trabalhos novos e a competitividade do mercado no setor evangélico? Será que estamos no rumo certo? Será que estamos prestando um serviço ou um desserviço à igreja, a sociedade e a nação?
Creio que o momento requer de nós uma revisão honesta e, quem sabe, uma reformulação completa de nossos valores, pois se nosso trabalho musical não segue os caminhos e valores eternos do evangelho de Cristo, estamos perdendo tempo, e o pior, o Senhor não está sendo glorificado.
Os nossos ministérios de música têm como missão primordial trabalhar por manter os valores divinos no lugar que devem estar, e, ao mesmo tempo, buscar unidade entre os músicos com o fim de dar e receber, e assim servir a igreja, a sociedade e a nação para a glória de Deus.
Creio que o Senhor está conosco e nos ajudará nesta caminhada, pois Ele é, e será sempre, a razão de ser da nossa vida, talento e ministério.
Deus abençoe!
Ronaldo Bezerra
(Para falar com o Ronaldo envie uma mensagem para ronaldo_bezerra@hotmail.com)

OS PERIGOS NO MINISTÉRIO

“Quanto a mim, estou sendo já oferecido por libação, e o tempo da minha partida é chegado. Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.” – II Timóteo 4:6-7.
O apóstolo Paulo, depois de completar o seu ministério fala de sua partida deste mundo. Paulo guardou a fé em dois sentidos: foi obediente à ela, e a transmitiu da maneira como a havia recebido. Paulo perseverou na obra do Senhor mesmo em meio à muitas tribulações (II Co 11:16-33). Muitos daqueles que estão no ministério desistem quando surgem tribulações, lutas e dificuldades. É importante termos o entendimento de que a questão não é apenas começar bem a obra de Deus, mas principalmente terminar bem a obra.
Paulo exorta o seu discípulo Timóteo sobre pelo menos cinco perigos no ministério. Vejamos a seguir:
1- Profissionalismo

• É quando ministramos sem lágrimas, com a fé fingida e sem fogo (dom de Deus). Em II Timóteo 1:1-13, fala sobre estes três aspectos:
A) Sem lágrimas (vs 4).
• Quando foi a última vez que choramos diante de Deus? Quando foi a última vez que choramos pelos perdidos? O nosso ministério deve ser caracterizado por um coração quebrantado. Inclusive, quando falamos sobre adoração, o seu significado é prostração, rosto no chão – quebrantamento!
B) Fé fingida (vs 5).
• Devemos ter e boa consciência naquilo que fazemos (I Tm 1:19-20).
• Fé fingida significa pregar aquilo que não creio. O Senhor sempre fala conosco, mas quanto menos dermos atenção à sua voz menos Ele falará, até chegar ao ponto de não escutarmos mais a sua voz, então, perderemos a fé, e como resultado, não iremos mais crer naquilo que pregamos (I Tm 3:9).
• Ter boa consciência significa fazer o que é correto aos olhos do Senhor. A boa consciência deve ser avaliada mediante a Palavra de Deus e não apenas na nossa consciência humana (“voz interior”). Nem sempre a nossa consciência nos acusa e isto não significa que estamos corretos.
C) Sem fogo (vs 6).
• É quando não existe mais brilho, entusiasmo, unção e paixão pelos perdidos. Cuidado com a indiferença! (II Tm 4:1-5; 1:7).
2- Falta de Lealdade
• Vejamos dois aspectos:
A) Falta de lealdade a Palavra de Deus (II Tm 1:13).
• Devemos tomar cuidado com os “modismos” ou “movimentos” que são chamados de “avivamentos” que tem surgido nestes dias. A oração e a meditação deve ser a base do nosso ministério (Mt 6:6). Precisamos conhecer a Palavra de Deus e o Deus da Palavra!
B) Falta de lealdade de uns para com os outros (II Tm 1:15-20).
• A lealdade traz unidade, e isso agrada a Deus (Sl 133:1-3). Devemos amar e sermos leais aos nossos irmãos (I Co 13:1-13).
3- Comodismo
• Estamos muito acomodados na nossa maneira de orar, de ler a Palavra de Deus, de pregar o evangelho, de ministrar, pensando que o que estamos realizando é o suficiente. Mas o Espírito Santo irá romper com estas comodidades nos levando à uma nova maneira de viver. Quando começarmos a conhecer o coração de Deus, sairemos da nossa “zona de comodidade”. O que é que o Espírito Santo vai tirar de nós para sairmos do comodismo? Ele vai tirar as nossas vaidades, mudar a nossa rotina diária, os nossos valores e conceitos em relação a muitas coisas, e então, seremos transformados!
• Iremos sofrer pela causa de Cristo, pois estamos em “guerra”! Se lutarmos, venceremos e seremos coroados (II Tm 2:1-13). Isto irá requerer esforço, diligência, compromisso e responsabilidade.
4- Falta de Integridade
• Ser íntegro significa irrepreensível, inquestionável, de que não tenha do que acusar. Devemos ter boa conduta em tudo que fizermos. Integridade é o que faço quando estou sozinho. Quais são as nossas atitudes quando ninguém está por perto?
• Precisamos ser ministros aprovados por Deus (II Tm 2:15-26). Devemos fazer coisas que agradam ao Senhor! Ser usado por Deus não significa ser aprovado por Deus (Mt 7:21-23).
• A Bíblia nos mostra muitos exemplos de pessoas que foram usadas por Deus, mas não foram aprovadas por Ele: Sansão, Saul, Jonas, etc. Lembre-se: “… o Senhor conhece os que são seus…” (II Tm 2:19). A verdadeira adoração deve ser vista como um estilo de vida. Deus está mais interessado em quem somos e não no que fazemos!
• Porque Deus muitas vezes usa a quem Ele não aprova?
1- Porque Ele é soberano;
2- Para nos ensinar que é por graça e não por méritos;
3- Para que ninguém se glorie – “sou muito correto, oro muito, leio a Bíblia…”;
4- Para caminharmos em temor e obediência até o fim. “Ser aprovado hoje não significa que serei aprovado amanhã”;
5- Para seguirmos a Ele e não a homens. Temos uma tendência de seguirmos a homens.
5- Aparência de Piedade
• Significa vida de “fachada”. O que fala é contraditório ao seu estilo de vida (II Tm 3:1-5). Ser piedoso é alguém que ama, respeita (reverência) a Deus, e anda no temor do Senhor.
• “Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo…” – II Co 2:15. Que este bom perfume possa exalar a vida de Cristo para todos os lados!
Deus abençoe!
Ronaldo Bezerra
(Para falar com o Ronaldo envie sua mensagem para ronaldo_bezerra@hotmail.com)

17 DICAS PARA OS MÚSICOS

1- O músico precisa aprender a se “MIXAR” no grupo, aprender a ouvir os outros instrumentos, afinal, é um conjunto musical.
2- Todo músico deve treinar PRÁTICA DE CONJUNTO se quiser amadurecer mais rapidamente.
3- A TEORIA MUSICAL é fundamentalmente necessária, mas entre a teoria e a prática há uma distância que poucos querem percorrer.
4- “Um bom médico não é aquele que receita um remédio sem saber o que está fazendo. Um bom músico não é aquele que TOCA SEM SABER O QUE FAZ”.
5- AUTODIDATA – Há um engano no uso deste termo, pois há muitos analfabetos musicais dizendo-se autodidatas (uma desculpa para a preguiça). Autodidata é aquele que estuda sem um professor, mas estuda.
6- Uns falam antes de tocar algo, outros TOCAM ANTES DE FALAR ALGO. Eis a diferença entre “músicos” e músicos.
7- O músico deve aprender a conduzir uma MÚSICA COMO ELA É e não como ele acha que deve ser. Isto é MATURIDADE.
8- Há músicas em que o METRÔNOMO só serve para o primeiro compasso, porque necessitam de uma INTERPRETAÇÃO FLEXÍVEL.
9- A PULSAÇÃO RÍTMICA, bem como o andamento, são para serem sentidos e não ouvidos. Este princípio é para todos os músicos, mas fundamental para bateristas e percussionistas.
10- Acompanhar um cântico é antes de tudo uma prática de HUMILDADE E SENSIBILIDADE. Nas igrejas, geralmente, os músicos querem mostrar toda a sua técnica em hora errada. O correto é usar poucas notas, não saturar a harmonia, inserir frases nos espaços melódicos apenas, e o baterista conduzir, ou seja, economize informações musicais.
11- Há uma tendência atual de supervalorizar a VELOCIDADE DO MÚSICO, quantas notas ele executa por tempo. Velocidade não é sinônimo de bom músico. O bom músico é aquele que tem a sensibilidade de fazer a coisa certa na hora certa. A velocidade é uma consequência.
12- A TÉCNICA deve ser estudada e sempre aprimorada, mas lembre-se de que é um meio de facilitar a execução da música e não um meio de EXIBICIONISMO.
13- Uma boa maneira de aprimorar a interpretação é APRENDER PRIMEIRO A SE OUVIR, DEPOIS EXECUTAR. Tem gente que canta e toca e não sabe o que está fazendo; acostume então a gravar o que é executado e seja autocrítico, estude, grave e ouça o que estudou; com o tempo você encontrará a forma ideal para a sua execução.
14- Lembre-se: PAUSA também é música, portanto, “não sole na pausa”.
15- A música possui três elementos básicos: HARMONIA, MELODIA E RITMO. Procure distribuir os instrumentos musicais no arranjo conforme estes elementos. Há instrumentos harmônicos e melódicos, há somente melódicos, há rítmicos e instrumentos que fazem os três, mas defina no ensaio ou arranjo, quais serão os devidos “papéis” para cada instrumento.
16- A ESCOLHA DO TOM DE UMA MÚSICA depende do canto; este deve ser dentro da tessitura vocal e confortável para ela. Mesmo que tom escolhido não seja o mais confortável para o instrumentista ele deve executá-lo. Outra observação é que o tom pode influenciar na sonorização da música vocal com acompanhamento. O problema é que muitos confundem. Na música instrumental, a técnica e a expressão são mais exigidas porque as notas devem transmitir algo. Na música onde há o canto, a ênfase é para a mensagem, portanto, não deve ser interferida por outros elementos.
17- VERSATILIDADE – Procure ser o mais possível. Saiba ouvir vários estilos, do erudito ao moderno, ouça com ouvido crítico e analítico. Saiba ouvir. Extraia coisas boas de cada estilo. Outro detalhe é o músico não ficar “preso” somente ao seu instrumento, saiba apreciar a forma de execução como sonoridade e fraseado de outros instrumentos.
Deus abençoe!
Ronaldo Bezerra
(Para falar com o Ronaldo envie sua mensagem para ronaldo_bezerra@hotmail.com)

Todos retirados do site do proprio pastor Ronaldo

http://www.ronaldobezerra.com.br/

Aviso: nas ultimas 2 materias Estarei preparando algo Especial

Fiquem atento ao Twitter @Kleber_thasyz me sigam e sejam abençoados

2 comentários »

Como Louvar e adorar ao Nosso Deus

Olla pessoas que saudade de vocês, como prometi na enquete quem ganhou na votação foi “louvor e adoração”, Vou dividir em 4 partes sendo 1 a cada semana, e cada 2 semanas um Ministro, nesta semana è uma materia Do Pastor Ronaldo bezerra da nossa Comunidade sede Vl.carrão.

rob

ADORANDO AO DEUS QUE AMAMOS

“Eu te amo, ó Senhor, força minha”Salmo 18:1.

Precisamos dedicar tempo ao Deus que amamos para adorá-lo, expressando a Ele todo o nosso amor, admiração, elogios e gratidão por tudo o que Ele é e faz e pelas bênçãos que já nos foram dadas.

O que é adorar? É ter prazer em glorificar, exaltar a Deus por aquilo que Ele é, por suas qualidades e atributos, expressando todo o carinho, amor, devoção e contemplação pelo ser inefável, incriado, inigualável e incomparável (Rm 11:33-36).

Na adoração expressamos com a nossa boca o que está no espírito de todo o verdadeiro adorador: uma atitude de completa rendição aos pés do Senhor, reconhecendo toda a sua glória, e um desejo intenso de lhe oferecer todo o nosso ser para fazer a sua vontade com o melhor que temos.

Através da adoração confessamos em amor e contemplação aquilo que a Palavra declara que Deus é: Amor (I Jo 4:8), Bom (Sl 119:68), Justo (Sl 11:7), Misericordioso (Dt 4:31), Sábio (Rm 11:33-36), Fiel (Dt 7:9), Grande (Sl 135:5-6), Excelso (Sl 138:6), Bondoso e Compassivo (Sl 145:8), Altíssimo (Sl 97:9), Santo (Sl 99:5), Rei Poderoso (Sl 99:4), Benigno e Longânimo (Sl 86:15), Glorioso e Majestoso (Sl 76:5), Tremendo (Sl 76:7), Pai de órfãos e Juiz de viúvas (Sl 68:5), Rei da Glória (Sl 24:8), Senhor Forte e Poderoso na batalha (Sl 24:8), Senhor dos Exércitos (Sl 24:10), Todo-Poderoso (Gn 17:1), Soberano (I Tm 6:15), Eterno (Gn 21:33), Criador (Is 40:28), Redentor (Is 54:5), Pai (Rm 8:15), Senhor e Salvador (II Pe 3:18) etc.

Por meio da adoração podemos confessar os títulos que a Palavra atribui ao Senhor Jesus Cristo, expressando aquilo que Ele é: Aquele que nos ama (Ap 1:5), Autor da vida (At 3:15), Autor e Consumador da nossa fé (Hb 12:2), Água da vida (Ap 22:17), Bom Pastor (Jo 10:11), Cordeiro de Deus (Jo 1:29), Cabeça da Igreja (Ef 5:23), Conselheiro (Is 9:6) etc.

Precisamos e devemos também adorar, glorificar e exaltar o Espírito Santo, pois Ele, sendo Deus, possui todos os atributos divinos (At 5:1-4), tendo ainda algumas qualificações específicas pelas quais devemos expressar-lhe amor e admiração: O Espírito Santo é a voz de Deus (Is 6:9-10, At 28:25-27, Jr 31:33 e Hb 10:15-16), o sopro (fôlego) de Deus (Jó 33:4 e Jo 20:22), o poder de Deus (Mq 3:8, Lc 1:35 e At 10:38), o selo de Deus (II Co 1:21-22 e Ef 1:13-14) etc.

Na adoração devemos não somente confessar o que Deus é nele mesmo, mas também o que Ele é para nós: “Tu és a minha rocha, a minha fortaleza, e o meu libertador” (Sl 18:2), “Tu és a porção da minha herança” (Sl 16:5), “Tu és a minha grande alegria” (Sl 43:4), “Tu és a minha luz e a minha salvação, a força da minha vida” (Sl 27:1) etc.

Também devemos adorá-lo por Seu Nome (Sl 8:1), Sua Palavra (Sl 19:7-11) e Sua Voz (Sl 29:3-9). Adoremos em todo tempo ao Deus que amamos!

Autor: Pastor Ronaldo bezerra

Retirado do blog: adoração sem Limites

4 Princípios de um Verdadeiro Servo

Filipenses 2:3-11.

1- “Nada façais por contenda ou vanglória”.

briga    Vaidade

Esta frase se dirige muito bem aos músicos, sem generalizar, é claro, mas muitos deles tocam suas músicas por vanglória. No mundo se diz que a maior recompensa para o artista são os aplausos. Vanglória – exaltação ao homem.

O músico tem a necessidade de que o reconheçam e o aplaudam como alguém importante. É por isso que há contendas entre grupos, porque um quer aparecer mais do que o outro. “O que ama a contenda ama o pecado; o que faz alta a sua porta facilita-lhe a queda” (Pv 17:19). “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda” (Pv 16:18). “Quem a si mesmo se exaltar será humilhado; e quem a si mesmo se humilhar será exaltado” (Mt 23:12).

Por isso, se ao tocar, cantar e ministrar, nossa motivação for receber aplausos, receber “glória” e reconhecimento, não façamos, pois daremos contas diante de Deus. Antes de fazer qualquer coisa, devemos examinar nossas motivações.

2- “Cada um considere os outros superiores a si mesmo”.

lava pes

Muitos estão preocupados com a rivalidade e a competição, ou seja, quem é o melhor ou pior. Existem alguns que disputam para ter o melhor instrumento, o melhor equipamento, ou quem é a melhor banda, se é “X” ou “Y”, quem está tocando ou cantando melhor, quem equaliza melhor o som, quem dança melhor, etc. Porque não consideramos a possibilidade de que existe alguém melhor do que nós? Porque sempre temos que ser os melhores?

Outros se acham os “donos do púlpito” ou “donos do ministério”, e logo dizem: “Quem manda aqui sou eu!”. Autoridade não se impõe, se conquista. O dia que precisarmos lembrar as pessoas sobre quem dá as ordens, ou quem é que manda, é porque na verdade já perdemos a autoridade, então nos tornamos tiranos e autoritários. A autoridade é conquistada por uma vida de serviço. Lembre-se: Quem não está debaixo de autoridade não pode exercer autoridade.

O que observamos hoje entre os músicos é a dificuldade de cederem seu lugar em favor de outros, diferentemente de Romanos 12:10: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros”. O amor se expressa através do serviço: “Nisto conhecemos o amor, em que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar a nossa vida pelos irmãos” (I Jo 3:16).

Considere isto: Quando alguma pessoa está fazendo algo em seu lugar você se alegra ou fica analisando cada detalhe do que ela está executando? Você participa do culto tranqüilo, sem se importar se ela está executando o serviço bem ou mal? Se ela falhar no serviço você levará palavras de ânimo e consolo à esta pessoa, ou irá se alegrar no erro cometido? Se você é do tipo de pessoa que não cede o seu lugar para ninguém ou fica incomodado quando alguém está em seu lugar ministrando, ou ainda se alegra com o erro dos outros, é porque você ainda não entendeu o que significa considerar os outros superiores a você.

3- “Não atente cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros”.

wish-list..compartilhar

A tarefa de um servo é justamente atentar para que o que é dos outros. Se desejarmos ser servos verdadeiros, precisamos pensar menos em nós, e mais nos outros. “Ninguém busque o seu próprio interesse; e, sim, o de outrem” (I Co 10:24). Quando pensamos nos outros mais do que em nós mesmos, Deus cuida de nós melhor do que se estivéssemos cuidando de nós mesmos.

Que possamos ter atos generosos entre nós, preocupando-nos sempre com as necessidades dos irmãos em todas as áreas: material, espiritual e emocional.

4- “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus”.

29184_1215703692

Qual foi o sentir de Cristo? Sendo Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus, se esvaziou, assumiu forma de servo, se humilhou e foi obediente (Fl 2:6-8).

Jesus vivia numa atitude constante de humildade: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas” (Mt 11:29). Assim deve ser o nosso modo de viver e pensar, algo que o Senhor estabeleça em nossas vidas.

Precisamos ter intimidade com o Senhor para conhecermos qual é a maneira de pensar, sentir e agir do nosso mestre. “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (Mt 13:15). Sejamos imitadores de Jesus!

Como alcançar o perfil de um verdadeiro adorador? Uma das características de um verdadeiro adorador é o seu espírito de serviço a Deus e as pessoas.

Reflexão

Diante desta meditação, responda: Como tem sido a sua postura no ministério? Quais têm sido as suas motivações? Você deseja apenas o seu bem-estar, ou se preocupa com o bem-estar dos outros? Você deseja apenas ser servido, ou deseja servir para que os outros sejam bem-sucedidos?

A minha oração é para que o Senhor tire o nosso orgulho e egoísmo, e nos capacite a vivermos como verdadeiros servos!

Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até o Dia de Cristo Jesus”Filipenses 1:6.

Fontes:

http://adoracaosemlimite.wordpress.com/2011/01/11/adorando-ao-deus-que-amamos-2/#more-4751

http://adoracaosemlimite.wordpress.com/2008/07/01/4-principios-de-um-verdadeiro-servo/1/

Autor: Pastor Ronaldo bezerra

Retirado do blog: adoração sem Limites

Obrigado por me darem a tenção ^^ até semana que vem…

Divulguem o blog e me sigam no TT Kleber_thasyz

Deixe um comentário »

Sabia que?: Você é ou pode ser sacerdote Real?

1 pedro 2:9

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;

sacerdócio real oque é sarcedosio real que eles faziam? qual a razão? por q Deus pediu? prescisamos entender Deus escolheu Filhos de arão

e apartiu de arão nasceu a geração de sarcedosio real essa família seria separada? e seus descendentes daria consequência a esta vocação!

na aquela epoca teria que nascer!!!

Quando Deus separou arão ai q iria comessa o sarcedorcio quem nasceu? então quando nascemos em cristo VocÊse tornou sacerdote? sacerdote é quem é filho de Deus e inserido Foi inserido por moises? E nos fomos por que? jesus? uma das regras pra sacrifio é ser puro e maculado

2 todos deveria ser lavado Seu vestuário Era possivel notar que era povo do rei

(Gn6.18) todos sacerdotes devia usar roupas oficiais e usar óleo ungido Oque sacerdote fazia no templo? intercessão pelo povo

no pátio oque ele devia fazer? manter o Fogo

1 e o fogo ardera no altar esse fogo

2 tira a cinza do altar

3 sacrifício diários

Manter o fogo? é só pra aqueles do passado? ou será que e pra nos? e por que agente naum faz isso? manter o fogo constantemente. + somos poucos que mantemos são poucos que aderiu essa pratica manter o fogo acesso agora o altar. é a nossa vida! e se nos não cuidar do nosso altar como vamos falar de jesus como seremos luz para o povo? essa é voltada para aquele que quer ser luz e pra isso devemos manter o fogo? não é distante: muitos buscam um evangelho egoísta, doente, muitos não buscam o espírito isso não e ganho em conferencia e sim diariamente se não irmos a um extremos vamos ao outro? deixarmos de lado

sentimos vazio! vamos ao culto, e reclamamos do pastor, não é q o culto ta ruim é o altar que ja foi?

preciso persevera o fogo de Deus na minha vida? preciso prioriza o altar e o altar que nos da base para passar por coisas q pessoa normal não aguentaria.

fecha a porta e dizer Deus te amo canta isso e primordial se você deseja exerce a vida de altar precisamos manter as loucuras vem as dissimulações vem

nos vamos sendo aperfeiçoado na carne muitos que caíram começaram assim, preciso priosa isso também ai o engano vem q tudo ta agradando a Deus

+ o altar ta se enchendo de cinza precisamos ser a geração que queima e diz Jesus não uma religião e sim Deus

não vamos ser luz se não emitir luz

se não vivermos luz não vamos ser a resposta Para aqueles que não crêem no evangelho vamos ser + 1 dentre tantos (folgados e sem sonhos) porque

a luz ta sendo emitindo e o errado vai embora porque o fogo ta queimando quem ja sentiu? pelo menos uma vez o fogo abrasador?

Sabia que era o espírito queimando

temos uma geração que recebe mais não mantém

ser um bom sacerdote é manter o fogo no altar

e nossa responsabilidade não de Deus.

Queria romper adora + , ora +

isso depende de mim e de vocÊs é nossa responsabilidade, Digam pra vocês mesmo “eu preciso manter o fogo diariamente isso e minha responsa

Eu sou sacerdote em qualquer lugar”

nos precisamos quebrar esse paradigma que aqui na igreja eu adoro, na escola não sou

ahh só meu líder é sacerdote meu pastor.

não todos somos

Não é só manter o fogo é joga as cinzas

Raiva,ira,situações xatas,

começou ajunta cinza vai chegando a magoa ai pensamos depois tiro, Irmãos chegou ira depois resolvo

sarcedote vocÊ tem a responsabilidade de manter o fogo arder Libera perdão Deus não trabalha sozinho Nos precisamos trabalha também

nos precisamos joga cinza fora

precisamos renova nossa mente.

precisamos discerni o que coopera que não coopera pro nosso chamado

opiniões de pessoas, que nos ajuda a manter a cinza, Palavras de pais, Lideres no passado.

muitas vezes temos conceitos errado de Deus e nos mantemos crentes jóia!

e quando deixamos Deus nos sonda ele nos mostra o que pensamos de Deus?

lembra daquele fato daquele sentimento ele nos mostra que não foi ele fomos nos que ajustamos a cinzas Devemos remover o pecado,ou pensamos que somos santos de +? Ou guardamos aquele pecado bonitinhu?

Deus Muda nosso caráter Só queremos que Deus nos mude, deixar o pecado ao nosso redor impregnar e não fazer nada somos cúmplices devemos Emitir a luz de Deus.

Quando mantemos íntegros no reino de Deus você pode ta na escola, serviço

sabia que ir a escola,cantar,trabalhar isso é sacerdócio?

Devemos Ser a mesma pessoas aqui e la fora Eu sonho que muitos queimarão no altar. Na escola, no serviço, em qualquer lugar cantando

Todos olharam e diriam esse é diferente

se andarmos na luz…fogo

Eu sou.. filho e eu sou real sou sacerdote

E agora pra que? propósito?

para proclamar as virtudes de Deus. mostrar as pessoas o caráter de Deus?

se VocÊ é oque VocÊ é a uma razão?

muitos hoje tem confundido com que é com o que fazem você não é o que vocÊ faz? o sacerdócio é uma ferramenta um veiculo não e sua identidade em si

Sua identidade de filho? Nos confundimos a sou líder, sou cantor sou auxilia não somos filhos!!

nos por o dia ser cheio de estudo de trabalho q esquecemos de ser filhos

se um dia VocÊ deixar de fazer oque VocÊ faz VocÊ vai deixar de ser oque VocÊ é?

Muitas vezes dependemos dinheiro tempo pra aqueles que vamos fazer

+ não  investimos tempos no que Deus quer?

não passamos tempo deus mata a incredulidade, Deus mata a inveja, Deus me ajuda a entende o oque  sou em VocÊ?

por que Quando atingi  minha metas eu saberei quem sou!!

Hoje VocÊ vai sai dai de onde vocÊ está sabendo separa que VocÊ é do que VocÊ faz pra Deus.

Fazendo isso iremos Honra as pessoas pelo q ela é não pelos q ela fazem.

precisamos renova nossa mente.

se nois estamos bem mais espiritualmente mal

vamos valoriza Deus pelo q ele pode fazer pra gente

´para anucia as virtudes

Eu vou proclamara o caráter daquele que me chamou pra tira as pessoas doas trevas

+ VocÊ vai tira as pessoas sem manter o altar?

Hoje estamos tendo crises de identidade em todo os ramos?

primeiro preciso valoriza a Deus naum pelo q ele faz e naum pelo q é?

precisamos conhecer a Deus

Não podemos falar e Deus Sem conhecer ele

Muitos dizem vou ao culto, dou dizimo, vou ao gcem (a minha celula) ou seu grupo menor

+ passou disso nada, naum mantém o altar acesso

Oseias 6:3

Mesmo Deus nos dando o sacerdócio ele nos pede pra q o conhecemos

o povo erra por que não o conhece.

existe um conhecimento primordial

Conhecer e prosseguir tem uma continuação

Não é simplesmente ter a experiência de acampamento, libertação, cura, Louvor Devemos ir mais alem

Isso fala de vitorias emocionais Vencer o medo, as nossas feridas Barra experiência com Deus

temos que tirar as cinzas fazer as limpezas

pessoas que não prossegue em conhecer a Deus vive dando lugar ao diabo precisamos

caráter se muda na rotina no dia a dia

então VocÊ é e o que VocÊ é pra anuncia o caráter de Deus conhecendo + de Deus.

+ a gente se satisfazemos com que sabemos

não conheçamos e prossigamos.

não caminhemos sozinho Procure alguem melhor que você, procure uma Pessoa que realmente ame a Deus sobre todas as coisas

Não importa se você é: Musico,pastor,lider,presibitero,dono de padaria,dono de loja de moveis,faxineiro,gari e vendedor ambulante não importa nada disso oque importa é vai Manter a chama acessa? Oque fazemos é um disfarçe para ganhar ALMAs pra Deus, que seja para a Gloria de Deus, não a nossa que diminua eu (você) para  que Deus seja glorificado.

Tamo Junto galera…..

Por isso que amo vocês

2 comentários »

Simbiose (Pecado)?

 

 

clip_image002Estou aqui hoje para falar de um assunto bastante conhecido por todos, Pecado. Ai vocês me perguntam: _o que o homem aranha tem á ver com o pecado? Eu lhe respondo: Não necessariamente o homem aranha, mas sim sua “roupa preta” que na verdade é uma simbiose, uma espécie de parasita que precisa de um hospedeiro para sobreviver.

Então vamos lá, vou explicar um pouco da história desse desenho para que possam entender melhor,

Na história o homem aranha é um jovem herói que foi picado por uma aranha e assim adquiriu poderes semelhantes da mesma, mas ao mesmo tempo ele é um jovem normal, faculdade, trabalho, namoro, e contas kkk. E também tinha os seus valores, foi criado por seus tios que deram uma boa educação, formando assim pessoa boa, que não fazia mal a nenhuma mosca.

Mas em suas idas e vindas ele encontra um produto preto parecendo petróleo e como curioso aprendiz de cientista que ele é vai e pega (é assim que começa o pecado, somos atraídos pela curiosidade) e logo descobre que se trata de algum tipo de substancia alienígena, e por acidente cai em sua roupa modificandoa totalmente, transformando em um uniforme preto, não aquele que todos conhecem.

clip_image004 A partir daí ele começa a se sentir atraído por esta roupa, pois ela tem as suas praticidades e lhe proporciona poderes imagináveis (é assim que o pecado se mostra no Principio como uma coisa boa)

Mas logo sua personalidade vai mudando quanto mais ele utiliza a sua nova “roupa”. (Como o pecado a Simbiose vai mudando seu modo de pensar vai te acostumando a coisas que antes eram erradas)

O tempo vai passando e o homem aranha se vê totalmente dominado, ele percebe que já não é a mesma pessoa, agora só pensa em seu novo “poder” se tornando egoísta, então ele decide se livrar dessa roupa, mas descobre que ela estava usando sua vida para sobreviver e que a cada vez que ele a utiliza fortalecia a simbiose. (Quando estamos em pecado não percebemos o quanto nos tornamos depende)

Ele tentou usar toda a sua inteligência para se livrar dessa simbiose, mas não conseguia (quando estamos em pecado e tentamos sair pela nossa própria inteligência não conseguimos, pois não temos poder e nem autoridade para isso) foi então que veio o desespero, ele tentava arrancar de qualquer modo, mas a simbiose que não saia, pois ele descobriu que o único modo dela retirada era que seu hospedeiro morresse. (a Bíblia nos adverte em Romanos 6.23… Porque o salário do pecado é a morte)

Agora o seu prazer se transformou em uma bomba relógio pronto para destruí- lo, em um ato de aparente desespero ele vai para uma igreja procurar uma resposta, e quando chega lá ouvi o barulho do sino, e sente que a simbiose tinha enfraquecido com o barulho.

clip_image006Ele percebeu que nem toda a ciência poderia ajudá-lo e sim um simples sino.

O sino é nada mais que a representação de Jesus, pois sabemos que a única coisa que pode nos livrar de nossos pecados é Jesus, Ele é a representação viva de nossa Salvação vemos em muitos versículos da bíblia isso:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3.16

Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós. Logo muito mais, sendo agora justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Romanos 5; 8-9

Assim sabemos que Cristo é a única esperança para nossa salvação, pois só em cristo temos a vida eterna, só em cristo somos justificados de nossos pecados. Nestes versículos vemos o amor de Deus para conosco:

Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós. Logo muito mais, sendo agora justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque se nós, quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. E não somente isso, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora temos recebido a reconciliação.” Romanos 5; 8 -11

clip_image008

Se apóiem em Jesus que Ele te dará forças para vencer as armadilhas do pecado, mas saiba que essa é uma caminhada difícil, pois assim como o pecado estava em você é um processo para retirá-lo, é um processo de “desintoxicação”, mas com Jesus sempre a vitória

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”. João 14.6

Deposite sua Fé em Jesus que ele ira te ajudar e te limpada de toda “simbiose” que estava em sua vida.

clip_image010

“Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu direito como o meio-dia. Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. Deixa à ira, e abandona o furor; não te enfades, pois isso só leva à prática do mal.” Salmos 37. 5 – 8

Pos especial Do meu AMigo + Chegado que um IRMÃO

Anderson Angelo 29/07/10

Proximos POSt’s

Frutos do Espirito: PAZ

Como Mater a O Fogo acesso no Templo (NóS)

4 comentários »